Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Empregos no RJ crescem 28% em maio: quais setores mais contrataram?

Análise de crescimento econômico e geração de empregos

Estado vê avanço na criação de empregos em maio. (Foto: Divulgação/Abracomex)
Estado vê avanço na criação de empregos em maio. (Foto: Divulgação/Abracomex)

O mercado de trabalho no Rio de Janeiro tem apresentado um crescimento expressivo em 2024, conforme a análise do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ). Com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de maio de 2024, o estado registrou um saldo de 15.286 novos empregos na economia privada, representando um aumento de 28% em comparação ao mesmo mês do ano anterior.

Empregos no Rio de Janeiro: qual setor é o mais beneficiado?

O setor de serviços foi o principal responsável por esse crescimento, contribuindo com 9.419 novos empregos. Outros setores também tiveram desempenhos positivos: a indústria geral gerou 2.653 novos empregos, a construção civil 1.314, a agropecuária 1.102 e o comércio 798 novas vagas. Esse crescimento reflete uma recuperação econômica significativa em diversos setores da economia fluminense.

Leia também:

O papel do IFec RJ na análise econômica

O Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) desempenha um papel crucial na análise e divulgação de dados econômicos, oferecendo uma compreensão detalhada das dinâmicas do mercado de trabalho. Os dados do Caged de maio de 2024 sublinham a importância do setor de serviços como o principal motor de crescimento do emprego no estado. A recuperação observada na indústria geral, construção civil, agropecuária e comércio contribuiu para um panorama econômico mais robusto e diversificado no Rio de Janeiro.

Publicidade

Situação no mesmo período do ano anterior

Em maio de 2023, também foi visto um avanço na formação de empregos no Rio de Janeiro. O saldo de 12.053 empregos gerados foi 40% menor do que o observado no mesmo mês do ano anterior. Nos últimos 12 meses, o saldo fluminense se aproximou da marca de 153 mil, comparado com o saldo de maio de 2022 (210 mil), constata-se uma desaceleração de 27,5% no ritmo de criação de emprego.

Entre os setores, os Serviços continuaram sendo o principal contribuinte para o resultado (69%), adicionando 7.455 novas vagas de empregos com carteira assinada no estado em maio. Os demais grupamentos de atividades econômicas também registraram saldos positivos em maio, sendo esses: Construção (2.126), Indústria (1.470), Agropecuária (720), Comércio (282).

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado