Censo 2021 do IBGE enfrenta cortes drásticos no orçamento

|Foto: Reprodução

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) enfrenta um desafio com um corte de 90% no orçamento destinado ao Censo Populacional de 2021. Originalmente, o projeto contava com uma previsão orçamentária de R$ 2 bilhões para a sua realização.

Redução Orçamentária Aprovada no Congresso

O senador Marcio Bittar (MDB-AC), relator-geral do Orçamento, apresentou um parecer que reduz drasticamente os recursos disponíveis para o Censo. O parecer aprovado no Congresso retira R$ 1,76 bilhão do orçamento do Censo, restando apenas R$ 190,7 milhões já autorizados e um adicional de R$ 50 milhões, dependente de uma proposta de crédito suplementar e subsequente aprovação do Congresso.

Impacto do Corte no Planejamento do Censo

De acordo com o IBGE, essa redução orçamentária ameaça a viabilidade da realização do Censo este ano. A pesquisa, inicialmente prevista para 2020, foi postergada devido à pandemia de COVID-19. O corte de verba representa um desafio considerável para a execução da pesquisa em um momento crítico.

IBGE Destaca Importância do Censo Durante a Pandemia

Em uma declaração oficial, o IBGE enfatizou a importância crítica das informações coletadas pelo Censo. Estes dados são fundamentais para fundamentar políticas públicas em várias áreas, sendo particularmente relevantes para ações estratégicas como o avanço da vacinação e o planejamento de infraestrutura de saúde em meio à pandemia.

Apelo do IBGE por Revisão Orçamentária

O IBGE expressa a esperança de que a Comissão Mista de Orçamento reveja a situação e reverta o cenário atual de cortes no orçamento do Censo. O apoio da Comissão é visto como crucial para garantir a realização do Censo em um contexto tão desafiador.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado