Reinventando sua carreira aos 50 anos: Nunca é tarde para começar – Por Jackson Pereira Jr.

Por Jackson Pereira Jr., diretor do BNTI, fundador e CEO do Economic News Brasil.

À medida que envelhecemos, é comum refletir sobre nossas escolhas e caminhos tomados, inclusive na carreira. Muitos empreendedores e colaboradores com mais de 50 anos podem sentir que estão fora do mercado e perderam a oportunidade de progredir e acompanhar o tempo. No entanto, é importante destacar que a idade não deve ser um fator determinante para o sucesso e a reflexão não deve ser motivo de depressão.

Adotar um estilo minimalista de vida pode ser fundamental em qualquer fase da vida, especialmente com a maturidade e a experiência. A busca pelo dinheiro não deve ser o único fator determinante, pois encontrar significado e propósito no trabalho pode trazer mais felicidade e satisfação pessoal do que buscar apenas a riqueza material.

A tecnologia e as mudanças no mercado de trabalho podem deixar alguns profissionais mais experientes desencorajados a avançar em suas carreiras. No entanto, a experiência e a sabedoria acumuladas ao longo dos anos podem ser vantagens valiosas em muitas posições. A atualização constante e a busca por novas habilidades são fundamentais em qualquer idade, pois as habilidades de aprendizado, adaptação e resolução de problemas permanecem relevantes independentemente da idade.

Participe AQUI do nosso canal no WhatsApp

A reinvenção pode ser uma oportunidade emocionante para explorar novas áreas, expandir habilidades e interesses e descobrir novas paixões. Mesmo que recomeçar em uma nova área possa parecer assustador, a reinvenção profissional não precisa significar mudar completamente de carreira. Muitos profissionais com mais idade descobrem que podem encontrar novas oportunidades em sua área atual, mudando para uma posição de liderança ou transferindo suas habilidades para uma nova empresa.

Estudar constantemente é um aspecto crucial para o sucesso profissional. Com ferramentas como Google e YouTube, é possível ter acesso gratuito a uma infinidade de informações e dicas para aprimorar suas habilidades e competências. O estudo constante não deve ser visto como uma obrigação, mas sim como uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional.

Se você quer se destacar e ter uma carreira equilibrada com novos horizontes, invista em seu próprio desenvolvimento e aprendizado. Busque sempre novas fontes de conhecimento, participe de cursos, palestras e eventos, pratique o networking e esteja sempre aberto a novas ideias e perspectivas. Além disso, considere também a importância de compartilhar sua experiência e conhecimento com os mais jovens, ao se tornar um mentor ou colaborador em projetos. Dessa forma, você pode contribuir para o crescimento de outros profissionais enquanto continua a se desenvolver e se manter atualizado.

De acordo com um levantamento realizado pela FIA, com mais de 180 mil profissionais e 300 empresas e publicado pela Revista Forbes, os profissionais com 50 anos ou mais são os mais satisfeitos com suas empresas, incluindo aspectos como reconhecimento, liderança e comprometimento com questões ESG. Em contrapartida, a faixa etária entre 18 e 22 anos apresentou o menor índice de satisfação. Segundo Lina Nakata, uma das pesquisadoras responsáveis pela análise, a maturidade proporciona uma perspectiva diferenciada sobre a organização em que se trabalha.

Aqui apresento alguns exemplos inspiradores de pessoas que reinventaram suas carreiras após os 50 anos:

  1. Roberto Marinho – Rede Globo: Durante o regime militar, o empresário Roberto Marinho deu um salto na expansão de seus negócios, ao inaugurar, aos 61 anos de idade, a TV Globo, no Rio de Janeiro, em 1965. Ele se uniu ao grupo norte-americano Time-Life, para quem deu 49% da participação da empresa, e adquiriu, nos anos seguintes, novas concessões em São Paulo e Belo Horizonte.
  2. Gordon Bowker – Starbucks: Aos 51 anos, o escritor Gordon Bowker se uniu aos professores Jerry Baldwin e Zev Siegel para abrir a primeira loja Starbucks, em 1971. Inicialmente, a loja vendia grãos de café de alta qualidade e equipamentos.
  3. Ray Kroc – McDonald’s: Iniciou a rede de fast-food aos 52 anos. Em 1955, depois de trabalhar como motorista e pianista, o representante de vendas conheceu o McDonald’s, na época uma pequena lanchonete californiana. Impressionado com a eficiência da operação, ele decidiu levar a bandeira de fast-food a outras cidades. Sob o seu comando, a empresa levou apenas três anos para atingir a marca de 100 milhões de hambúrgueres vendidos.
  4. Harland Sanders – KFC: Vendeu a primeira franquia aos 62 anos. Nascido em uma comunidade rural no sul dos Estados Unidos, o criador da rede de lanchonetes KFC – e de sua famosa receita de frango frito – fechou o seu primeiro contrato de franquia em 1952. Como rosto estampado em toda a comunicação da marca, o Coronel Sanders deixou como legado uma operação que reúne 20 mil lojas pelo mundo.
  5. Charles Flint – IBM: Criou o grupo de tecnologia aos 61 anos. Depois de participar da formação de diversos conglomerados americanos, o empresário formou a holding Computing-Tabulating-Recording Company em 1911—grupo que daria origem à IBM nos anos seguintes. Flint permaneceu no conselho de administração da empresa até 1930, quando se aposentou, aos 80 anos.
  6. John Pemberton – Coca-Cola: Inventou o refrigerante aos 55 anos. Enquanto testava medicamentos para dores de estômago, o farmacêutico descobriu a fórmula do refrigerante mais vendido no mundo. A marca e a patente foram registradas em 1886. A expansão internacional da empresa foi feita por Asa Griggs Candler, empresário americano que comprou o negócio após a morte de Pemberton.
  7. Henri Nestlé: Inventou a farinha láctea aos 52 anos. Ao observar os problemas de desnutrição infantil enfrentados por algumas famílias suíças, o farmacêutico criou uma mistura em pó que complementava a alimentação das crianças. A invenção deu origem à Farinha Láctea Nestlé. Lançado em 1867, o composto foi o primeiro produto da multinacional, que hoje reúne mais de 30 mil funcionários em 150 países.

Esses exemplos mostram que a idade não é uma barreira para alcançar o sucesso profissional e que a reinvenção é possível em qualquer etapa da vida. Eles também demonstram a importância de se manter atualizado e disposto a aprender novas habilidades, independentemente do momento. O importante é querer!

Participe AQUI do nosso canal no WhatsApp

Portanto, se você tem mais de 50 anos e sente que está fora do mercado, lembre-se de que sua carreira pode estar apenas começando e que você tem muito a oferecer. Nunca é tarde para recomeçar, sua experiência e conhecimento são valiosos em qualquer área. Mantenha-se atualizado e continue aprendendo, pois isso pode ser a chave para alcançar seus objetivos e sonhos profissionais.

Assim, com determinação, esforço e disposição para aprender, você pode reinventar sua carreira, seja como colaborador ou empreendedor, e seguir o exemplo dessas pessoas inspiradoras que alcançaram sucesso depois dos 50 anos.

Participe AQUI do nosso canal no WhatsApp

O sucesso profissional pode estar mais perto do que você imagina. Pense nisso!

Obrigado pela sua leitura e até o nosso próximo artigo.

*Opinião – Artigo Por Jackson Pereira Jr.empreendedor, diretor do BNTI, fundador e CEO do Economic News Brasil.

**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal.

Caso deseje enviar algum comentário sobre este artigo ou sugestão para o próximo, sinta-se à vontade: [email protected]

 

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado