Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Dívida pública federal recua em julho

Banco Central realiza cortes na Selic
Foto: Antônio Cruz/Banco Central

A dívida pública federal do Brasil apresentou uma redução de R$ 49,24 bilhões no mês de julho.Com isso, acabou fechando o período em R$ 6,14 trilhões, de acordo com o Tesouro Nacional. Essa queda representou uma diminuição de 0,8% em relação ao mês anterior, um impulso pelo volume significativo de resgates líquidos de títulos emitidos, totalizando R$ 92,68 bilhões.

Durante o mesmo período, a emissão de títulos alcançou R$ 134,4 bilhões, enquanto os resgates somaram R$ 227,08 bilhões. A Dívida Pública Mobiliária Federal Interna (DPMFi) registrou uma redução de 0,74%, caindo de R$ 5,95 trilhões para R$ 5,91 trilhões. Esse fato ocorreu devido ao resgate líquido de R$ 89,86 bilhões. A apropriação positiva de juros, no valor de R$ 45,70 bilhões, contribuiu parcialmente para neutralizar essa queda.

Quanto à Dívida Pública Federal Externa (DPFe), houve uma redução de 2,17% em relação ao estoque de junho, totalizando R$ 228,96 bilhões em julho. Desse montante, R$ 192,07 bilhões referem-se à dívida mobiliária e R$ 36,89 bilhões à dívida contratual.

Roberto Lobarinhas, coordenador de operações da Dívida Pública do Tesouro Nacional, destacou que a queda no custo médio de emissões da DPMFi foi influenciada pela atuação atores políticos. Segundo o Tesouro, agosto foi marcado por uma maior aversão ao risco, com quedas nas bolsas e aumento das taxas de juros.

Dados mais fracos de índice de gerentes de compras (PMI) nos EUA e na Europa trouxeram um certo alívio. Entretanto,o mercado ainda mostra um cenário de juros altos por um período prolongado, conforme apontado no relatório do Tesouro Nacional.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado