Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Projeto RECA: revitalização amazônica através da agrofloresta

(Foto: Kelly/Pexels)

Inspirando uma nova onda de consciência ambiental e econômica, o projeto Reflorestamento Econômico Consorciado e Adensado (RECA) está florescendo no coração da Amazônia. Aproximadamente 300 famílias de cooperados integram essa revolução verde, onde a sustentabilidade se entrelaça com a economia por meio do cultivo consciente de frutos nativos como açaí, cupuaçu, andiroba e castanha.

O Cultivo Sustentável Ganha Raízes

Implantando um modelo de agrofloresta, os cooperados do RECA se dedicam a promover a recuperação da vegetação e do solo amazônico. Este sistema de plantio diversificado não apenas facilita a regeneração da floresta, mas também cria um ciclo econômico virtuoso, contribuindo substancialmente para a renda das famílias envolvidas. Notavelmente, uma grande proporção desses agricultores evita o uso de agrotóxicos, e cerca de 40% já obtiveram certificação orgânica, um testemunho de seu compromisso com práticas sustentáveis.

conteúdo patrocinado

O Impacto Significativo 

Anualmente, estas famílias produzem mais de 2 mil toneladas de uma variedade de frutos, constituindo uma fonte significativa de renda e promovendo a biodiversidade local. O RECA demonstra como a agricultura sustentável pode ser uma ferramenta poderosa para a preservação ambiental, gerando benefícios ecológicos e econômicos palpáveis.

A Gênese do Movimento

A semente desse movimento inovador foi plantada nos anos 80, período em que o governo federal incentivava a ocupação e desenvolvimento agrícola da região amazônica através da doação de terras. Muitas famílias migraram do Sul e Sudeste, atraídas pela promessa de uma vida próspera e oportunidades agrícolas. Inicialmente focados na pecuária e agricultura tradicional, estes pioneiros agora trilham um caminho de restauração e aproveitamento sustentável da rica biodiversidade da Floresta Amazônica.

Atualmente, a cooperativa é um farol de esperança e um modelo de sustentabilidade, marcando uma transição significativa de práticas prejudiciais para métodos que honram e restauram a floresta, enquanto proporcionam meios de subsistência sustentáveis. Através do RECA, as famílias encontram uma maneira equitativa de se beneficiar dos tesouros da Amazônia, dando um passo importante na construção de um futuro mais verde e próspero para todos.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado