Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Economia da terceira idade: um mercado em expansão

economia da terceira idade
(Foto: Pexels/Kampus Production.)

A indústria focada em pessoas com mais de 60 anos está emergindo como um campo vital para inovadores e criadores de novos produtos e serviços. Este segmento, com mais de 30 milhões de pessoas, é o centro das atenções no mercado da economia voltada para a longevidade, gerando mais de R$ 1,6 trilhão por ano no Brasil. Com a expectativa de um aumento contínuo, projeta-se que, em três décadas, um em cada quatro brasileiros será da terceira idade.

O fator de grande relevância nesse aspecto é que população brasileira está envelhecendo cada vez mais. Conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 1970, apenas 5,1% dos brasileiros tinham 60 anos ou mais. Atualmente, esse número saltou para 15,6%, totalizando 33,7 milhões de pessoas – um número um pouco maior do que a população jovem de 20 a 29 anos, que soma 33,5 milhões.

Além disso, segundo previsões do Instituto Locomotiva, até 2045, o Brasil terá aproximadamente 90 milhões de consumidores ativos na faixa da terceira idade. Esses números apontam para um vasto leque de oportunidades de mercado para profissionais e empresas.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Oportunidades e tendências

Flávio Barros, analista de competitividade do Sebrae, ressalta a importância de entender as características únicas deste grupo, tanto fisiológicas quanto sociais. Embora apresentem algumas restrições físicas e cognitivas, eles possuem independência e significativo poder aquisitivo. Portanto, deve-se prover um serviço especializado que vá além das necessidades de saúde.

Com essa perspectiva em mente, o Sebrae conduziu uma pesquisa para identificar oportunidades e tendências de mercado para este público. Importante salientar, setores como segurança, turismo, saúde física e mental, cultura, mobilidade e socialização surgem como altamente promissores. Vale destacar que este público, valorizando o atendimento direto e personalizado, demonstra ser mais fiel e menos propenso a mudanças. Especialmente quando comparado às gerações mais jovens. Neste contexto, Flávio Barros oferece orientações valiosas para alcançar sucesso neste mercado em crescimento.

Por outro lado, Barros enfatiza a necessidade de aprimorar a experiência do consumidor. Esse aspecto é crucial para garantir a fidelização e um retorno contínuo dos clientes, beneficiando também a imagem da empresa. Entre as estratégias recomendadas, destacam-se medidas como filas e estacionamentos exclusivos, treinamento de equipes e a redução do tempo de espera, todas essenciais para satisfazer o público idoso. Para concluir, “A comunicação direcionada, o uso de listas de transmissão e a busca ativa por feedback”, segundo Barros, “são métodos eficazes para engajar e valorizar esses consumidores”.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado