Retorno de Trump e impacto na política monetária

Retorno de Trump e impacto na política monetária
(Foto: Jon Tyson/Unsplash)

A possibilidade de Donald Trump retornar à presidência dos Estados Unidos em 2024 levanta questões significativas sobre a política monetária americana, segundo uma análise do Financial Times assinada pela jornalista Soumaya Keynes. Trump, conhecido por suas opiniões polêmicas e influência política, pode ter um papel decisivo na direção das taxas de juros e na estabilidade econômica do país.

Durante seu mandato anterior, Trump manteve uma postura crítica em relação ao Federal Reserve (Fed), especialmente sobre as taxas de juros. Em uma entrevista à NBC News, ele afirmou que as taxas estavam “muito altas”, embora tenha se mostrado indeciso sobre instruir o presidente do Fed, Jay Powell, a reduzi-las. Trump enfatizou a inflação como uma preocupação maior, chamando-a de “assassina de países” após as primárias de Iowa.

A reeleição de Trump pode intensificar os debates sobre a política monetária, especialmente se a economia real começar a enfraquecer. O Fed poderá reavaliar a necessidade de manter taxas de juros elevadas. Isso poderia levar a críticas de que está favorecendo o presidente Joe Biden. Além disso, o cenário político em Washington DC sugere que o Fed poderia agir antecipadamente para evitar acusações de parcialidade.

Donald Trump e a política de juros

Se Trump vencer, ele assumiria o cargo em um momento em que a inflação estaria mais próxima de 2%. Isso poderia levar a uma postura mais ativa de Trump em manter as taxas de juros baixas. Ele parece acreditar que esse tipo de comportamento gera resultados, como indicado na entrevista à NBC.

Investidores parecem concordar com essa visão. Um estudo mostrou que tweets presidenciais elevavam as expectativas de cortes nas taxas de juros. Além disso, Trump poderia enfraquecer a credibilidade da Fed inserindo pessoal político, como sugerido por Steve Moore, da Heritage Foundation.

A influência de Trump na política monetária estende-se a outros aspectos, como a nomeação de membros do conselho da Fed e a relação com a lei e a ordem. Seus impactos nas taxas de juros, inflação e estabilidade econômica são aspectos cruciais a serem observados em sua potencial presidência futura.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado