Pesquisar
Close this search box.

Mistura de biodiesel no diesel sobe para 14%; quais as vantagens?

Mistura de biodiesel no diesel sobe para 14%; quais as vantagens?
(Foto: Michel Chedid/Petrobras).

A partir desta sexta-feira (1º), os postos de combustível em todo o país começam a vender diesel com uma nova composição. Conforme estabelecido pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) em dezembro de 2023, a proporção de biodiesel misturado ao óleo diesel aumentará de 12% para 14%. Esse ajuste não apenas segue o comprometimento do CNPE com a previsibilidade e a segurança jurídica, essenciais para a produção sustentável de biocombustíveis, como também reflete o reconhecimento do governo sobre a relevância do biodiesel, conforme expresso por Juan Diego Ferrés, presidente do Conselho Superior da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio).

Economia e meio ambiente

Essa medida tem impactos, tanto para o meio ambiente quanto para a economia. Primeiramente, ao aumentar a quantidade de biodiesel no diesel comercializado, espera-se uma redução nas emissões de gases de efeito estufa, contribuindo para a luta contra as mudanças climáticas. Adicionalmente, essa política fomenta a agricultura familiar, incentivando a produção de matérias-primas utilizadas na fabricação do biodiesel, como o óleo de soja. Esse incremento na mistura também é visto como uma alavanca para investimentos e para o fortalecimento da balança comercial brasileira, especialmente pelo aumento da demanda por farelo de soja no mercado de proteína animal.

A iniciativa não só contribui para a redução de poluentes atmosféricos mas também representa um impulso econômico, especialmente em um contexto onde há discussões legislativas para aumentar progressivamente a mistura de biodiesel no futuro.

Elevação no preço

No entanto, essa transição para um diesel mais sustentável tem seus custos. Especialistas projetam um leve aumento no preço do diesel nas distribuidoras, estimado em aproximadamente R$ 0,02 por litro. Esse acréscimo é atribuído ao custo superior do biodiesel em comparação com o diesel de origem fóssil. A repercussão desse ajuste no preço final ao consumidor, contudo, é considerada complexa, dada a influência de variáveis como a margem de lucro dos revendedores.

Especialistas, como Marcus D’Elia da Leggio Consultoria e Amance Boutin da Argus, oferecem insights adicionais sobre os possíveis impactos econômicos dessa política. Enquanto o aumento no preço do diesel B é considerado moderado, eles destacam o papel fundamental dessa estratégia na redução das emissões de gases estufa. Adicionalmente, a queda de 22,4% no preço do biodiesel desde fevereiro de 2023, impulsionada pela redução no custo do óleo de soja, principal matéria-prima, apresenta um cenário favorável para a implementação da nova mistura.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado