Pesquisar
Close this search box.

Cibersegurança: por que a pauta deve ser prioridade nos conselhos corporativos

Importância da segurança digital para empresas. (Foto: This is engineering/Pexels)
Importância da segurança digital para empresas. (Foto: This is engineering/Pexels)

A importância da cibersegurança se tornou um tópico crucial para os conselhos de administração das empresas. A proteção de dados e a segurança digital não são apenas uma questão de conformidade, mas um elemento vital para a continuidade dos negócios, a expansão operacional e a manutenção da confiança entre acionistas e o mercado.

O alerta da pesquisa da Abrasca

Uma pesquisa da Associação Brasileira das Companhias Abertas (Abrasca) revelou que 42% das empresas de capital aberto no Brasil não possuem planos relativos a cibersegurança. Essa lacuna na gestão de riscos e na conformidade expõe as empresas a ameaças significativas.

A elaboração de um plano de gerenciamento de crises e de resposta a incidentes é crucial. O crescente número de casos de ransomware e extorsão digital sublinha a urgência de medidas para proteger a marca e a reputação das empresas.

Assembleias no Metaverso: um novo desafio

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) permitiu, em resposta ao parecer técnico 146, que empresas de capital aberto realizem assembleias de acionistas no Metaverso. Essa inovação na cibersegurança demanda uma análise cuidadosa dos recursos de segurança e autenticação de identidade para evitar riscos.

Estabelecer uma política de governança que incorpore práticas de privacidade e segurança da informação em reuniões virtuais é fundamental. Medidas como criptografia de chamadas e autenticação reforçam a autenticidade e confidencialidade das deliberações.

Diretrizes da LGPD e segurança de videoconferências

As diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) enfatizam a segurança das videoconferências. A proteção dos dados corporativos e a privacidade durante as reuniões virtuais são essenciais.

O futuro: relatórios de sustentabilidade e ESG

A partir de 2026, a CVM exigirá que as empresas apresentem informações sobre questões ESG, incluindo a segurança cibernética. A conformidade com essas práticas será um diferencial importante.

A cibersegurança deve ser uma prioridade nas estratégias dos conselhos de administração. Alocar recursos financeiros e equipes multidisciplinares para mitigar riscos é essencial para garantir uma relação sustentável e segura com o mercado e os acionistas.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado