Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Banco da Amazônia registra lucro recorde em 2023

O executivo Luiz Lessa assumiu a presidência do Banco da Amazônia em junho de 2023.
O Banco da Amazônia, controlado pela União, revelou um balanço consolidado de 2023 com um lucro líquido recorde de R$ 1,3 bilhão. Este resultado, que representa um crescimento de 20% em comparação ao ano anterior, demonstra a robustez e a consistência do crescimento da instituição.
Foto: Divulgação

A instituição também reportou um aumento elevado no seu patrimônio, alcançando R$ 6 bilhões em 2023, o que reflete um acréscimo de 21,5% em relação ao ano anterior. Paralelamente, o retorno sobre o capital teve uma alta de 25%. A carteira de crédito do Banco da Amazônia, avaliada em R$ 51 bilhões, cresceu mais de 8%, um desempenho que supera a média de mercado de aproximadamente 5%.

Apoio ao Empreendedorismo

Um dos principais produtos oferecido pelo Banco da Amazônia é o crédito para micro e pequenos empreendedores, segmento no qual a inadimplência gira em torno de 3,3% no mercado. O Banco da Amazônia conseguiu manter esse índice em cerca de 2%, evidenciando a eficácia de suas políticas de crédito.

História do BASA

Fundado em 9 de julho de 1942, o Banco da Amazônia teve papel fundamental no desenvolvimento econômico e social da Região Norte, inicialmente com o objetivo de financiar os seringais durante a Segunda Guerra Mundial. Nas décadas seguintes, expandiu sua atuação para o fomento de atividades produtivas diversas na região amazônica e, em 1966, passou a ser conhecido como Banco da Amazônia S.A. ou BASA. Como agente financeiro do Fundo de Investimento da Amazônia (Finam) desde 1974 e gestor do FNO desde 1989, o Banco consolidou-se como a principal instituição de fomento da região, detendo mais de 60% do crédito de longo prazo.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Capital e Governança

O capital do Banco da Amazônia é composto exclusivamente por ações ordinárias, sendo 97,0% de propriedade da União — 73,3% de forma direta e 23,7% indiretamente. Apenas 3,0% das ações estão em livre circulação no mercado, reafirmando o papel predominante do governo na governança da instituição.

Este relato destaca o lucro recorde do Banco da Amazônia em 2023 como um indicativo do sucesso contínuo e da contribuição significativa da instituição para o desenvolvimento da região amazônica.

Gestão de Resultado

Segundo o mercado, o desempenho do Banco da Amazônia em 2023 tem um protagonista claro: Luiz Lessa (Foto), que assumiu a presidência do banco em junho do ano passado. A liderança de Lessa foi fundamental para os resultados divulgados. Ele é amplamente reconhecido por seu enfoque estratégico e pela capacidade de planejar, além de ter um histórico na liderança de equipes de alto desempenho.

Antes de chegar ao Banco da Amazônia, Lessa acumulou experiência em posições de gestão e consultoria. Foi Vice-presidente executivo do Banco do Brasil Américas em Miami, EUA, e atuou no conselho de administração de importantes companhias, como Rio Grande Energia, CELPE, COELBA, e Neoenergia. Sua atuação como consultor independente em gestão empresarial, fusões e aquisições, e estruturação financeira, especialmente no setor elétrico, bem como Head de Parcerias, Canais e Negócios Estruturados na Brasilseg, destaca sua versatilidade e comprometimento com a governança corporativa.

Lessa esteve à frente de projetos nas áreas de Fusões e Aquisições, Energia, CRM e Marketing Digital, Estratégia de Clientes, Canais de Distribuição, e Desenvolvimento de Pessoas.

Confira AQUI o comunicado ao mercado divulgado pelo Banco da Amazônia com os resultados do 4T23.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado