Pesquisar
Close this search box.

Por que o açúcar ainda é rei? Lucros superam etanol

Por que o açúcar ainda é rei? Lucros superam etanol
(Foto: Oleksandr P/Pexels).

Na temporada sucroalcooleira de 2023/24, a produção de açúcar superou a do etanol, graças a um prêmio histórico que motivou as usinas a priorizarem a commodity. Esta tendência deve persistir na safra de 2024/25, que se inicia em abril, embora se espere uma redução na diferença de preço entre o açúcar e o etanol. Atualmente, o açúcar negociado em Nova York apresenta uma vantagem de aproximadamente US$ 0,09 a libra-peso em comparação ao etanol hidratado, uma diferença que, apesar de menor, continuará relevante.

A consultoria FG/A, através do sócio Willian Hernandes, sinaliza que as condições climáticas adversas podem levar a uma diminuição na oferta de cana, impactando principalmente a produção de etanol. A previsão é de uma queda de 5% na moagem de cana para a próxima safra, com possíveis ajustes conforme o comportamento das chuvas nos primeiros meses.

Ainda assim, espera-se um aumento na produção de açúcar, impulsionado por investimentos em novas fábricas e expansão da capacidade produtiva. A FG/A estima que a capacidade adicional de produção de açúcar alcançará 3,5 milhões de toneladas nas próximas duas safras. Paralelamente, a oferta de etanol hidratado deve se contrair, retornando aos níveis de 2022/23.

Embora possa haver uma aproximação entre os preços do açúcar e do etanol, a vantagem do açúcar permanecerá, conforme apontam especialistas. A recuperação dos preços do etanol dependerá da demanda, que começou a mostrar sinais de melhora este ano. No entanto, para que o etanol alcance uma posição competitiva, o preço nas usinas precisaria praticamente dobrar, um cenário pouco provável segundo os analistas.

Por fim, o mercado de açúcar segue robusto, impulsionado por uma demanda global crescente. A introdução crescente do etanol de milho também influencia a dinâmica do mercado, mas o açúcar mantém sua posição de destaque na preferência das usinas. A perspectiva é de uma tendência gradual de equilíbrio entre os preços do açúcar e do etanol, mas com o açúcar permanecendo como a opção mais rentável para a maioria das usinas na safra 2024/25.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado