Pesquisar
Close this search box.

BNDES vai investir milhões para projetos em periferias

lucro líquido BNDES
(Foto: Divulgação)

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apresentou um marco no apoio às comunidades menos favorecidas do Brasil, com o investimento de R$ 50 milhões em fundos dedicados a projetos de inclusão produtiva urbana. Este projeto, intitulado BNDES Periferias, é uma colaboração entre a instituição financeira e a Secretaria Nacional de Periferias do Ministério das Cidades.

Essa iniciativa visa não apenas promover a diversidade e combater a desigualdade social, mas também gerar empregos e renda, fornecer educação, e apoiar a cultura e a inclusão social nas favelas e periferias do país. As comunidades beneficiadas são aquelas identificadas pelo Programa Periferia Viva, uma diretriz estratégica do Ministério das Cidades para o desenvolvimento comunitário.

Divisão estratégica dos recursos

Os R$ 50 milhões destinados a essa causa serão divididos em duas grandes frentes: os Polos BNDES de Desenvolvimento e Cultura e a frente Trabalho e Renda da Periferia. Estes investimentos, não reembolsáveis, prometem não só impulsionar o crescimento local, mas também atrair mais investimentos privados e públicos, potencializando o impacto social dessas iniciativas.

Foco na comunidade

A iniciativa Polos BNDES de Desenvolvimento e Cultura visa criar espaços multifuncionais nas comunidades, adaptados para oferecer uma gama de serviços que atendam às necessidades locais. Esses polos serão centros de atividade cultural, educacional e esportiva, definidos e geridos com a participação ativa das próprias comunidades.

Empoderamento e autonomia financeira

Na frente Trabalho e Renda da Periferia, o foco será no empoderamento econômico de mulheres, jovens e negros através de capacitação, mentoria e apoio financeiro a empreendimentos locais. O objetivo é fomentar o crescimento dessas micro e pequenas empresas, ampliando suas oportunidades de mercado e acesso a financiamentos.

Chamada à ação

A chamada pública para o primeiro ciclo de projetos permanecerá aberta até 31 de maio, convidando entidades privadas sem fins lucrativos com experiência relevante a submeter suas propostas. Este é um passo fundamental na materialização dos objetivos do BNDES Periferias, visando transformar positivamente as realidades das comunidades periféricas do Brasil.

Uma colaboração ampliada

A apresentação do BNDES Periferias reuniu mais de 50 entidades representativas de diversos movimentos sociais, demonstrando o amplo apoio e a colaboração entre o BNDES, entidades civis e o governo na busca de soluções sustentáveis para as periferias.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado