Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Brasil é o segundo país com maior taxa de pobreza do G20

Pobreza - Morador de rua
População em situação de rua no Largo do Machado, zona sul da cidade. (Imagem: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O Brasil, um dos países do G20, apresenta uma taxa de 5,8% da população vivendo abaixo da linha de pobreza, segundo um relatório recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta terça-feira (9). Portanto, o índice coloca o país como o segundo com maior proporção de pessoas nessa situação dentro do grupo, ficando atrás apenas da Índia, que registra 12,9%.

O estudo define como “abaixo da linha de pobreza” aqueles que recebem menos de US$ 2,15 por dia, aproximadamente R$ 10,77 na cotação atual. Entre os países do G20, a Indonésia ocupa o terceiro lugar nesse ranking, com 2,5% da população nessa condição.

Vale ressaltar que o Brasil será a sede da cúpula do G20 em 2024. Assim, o país tem levado a uma maior atenção para questões como desigualdade e desenvolvimento sustentável. Denise Kronemberger, coordenadora do Projeto ODS na Presidência do IBGE, destaca a importância dessas informações para subsidiar discussões sobre as metas da Agenda 2030 e do G20.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
Ensino Médio

Além da pobreza, o estudo abordou também a cobertura do ensino médio entre os países do G20. Em 2021, os Estados Unidos lideravam com 94,6%, seguidos pelo Brasil, com 73,37%. O México ficou com o pior resultado, 59,53%. Então, nenhum país do G20 atingiu cobertura total do ensino médio naquele ano.

Igualdade de gênero

Quanto à representatividade feminina no Legislativo, México, África do Sul e Argentina lideram com as maiores taxas, 50,00%, 46,72% e 44,95%, respectivamente. O Brasil aparece como o segundo pior colocado, com apenas 14,81% de representação, ficando à frente apenas do Japão, com 9,68%.

Por fim, os dados evidenciam desafios importantes que os países do G20 enfrentam em áreas fundamentais como pobreza, educação e igualdade de gênero, destacando a necessidade de políticas e ações eficazes para enfrentá-los.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado