Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Prefeitura do RJ anuncia mudanças na faixa seletiva da Av. Brasil

Mudanças na faixa seletiva da Av. Brasil. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
Mudanças na faixa seletiva da Av. Brasil. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou mudanças para o tráfego na Avenida Brasil, visando aliviar o congestionamento causado pela operação do BRT Transbrasil. A partir do dia 23 de abril, a faixa seletiva da Av. Brasil será liberada para carros de passeio e motos fora dos horários de pico — das 10h às 16h e das 20h às 5h nos dias úteis, e durante todo o dia nos fins de semana e feriados.

Fluidez do trânsito comprometida

Desde a inauguração do BRT no início do mês, a faixa seletiva foi majoritariamente reservada para ônibus e táxis, resultando em reclamações de atrasos significativos por parte dos motoristas. A restrição inicial deixou apenas duas faixas disponíveis para os demais veículos, causando engarrafamentos prolongados, especialmente durante o pico matinal do dia 3, quando o congestionamento na cidade aumentou em 100 km comparado à média.

Mudanças na faixa seletiva da Av. Brasil

Apesar da abertura da faixa seletiva para veículos de passeio, as regras de velocidade permanecem as mesmas. O limite é de 60 km/h, reduzindo para 40 km/h próximo às estações do BRT, com fiscalização eletrônica para garantir o cumprimento. Importante ressaltar que a faixa mais à esquerda continuará exclusiva para o BRT.

conteúdo patrocinado

Reação das autoridades

Joaquim Diniz, presidente da CET-Rio, expressou otimismo com a mudança, esperando que ela permita aos motoristas maior flexibilidade para planejar seus deslocamentos. A secretária de Transportes, Maína Celidonio, enfatizou que os carros e motos são permitidos na seletiva, enquanto caminhões continuam proibidos.

Conclusões do estudo de tráfego

Um estudo realizado pelo Centro de Operações Rio destacou que caminhões têm seis vezes mais chances de causar acidentes na Avenida Brasil em comparação aos carros. A análise contribuiu para a decisão de manter restrições rigorosas para caminhões, mesmo com a flexibilização para outros veículos.

Veja os pontos principais

  • A partir de 23 de abril, faixa seletiva liberada para carros e motos fora dos horários de pico e durante todo o dia nos fins de semana.
  • Restrições iniciais resultaram em engarrafamentos significativos, especialmente após o início da operação do BRT.
  • Velocidade máxima mantida em 60 km/h, reduzida para 40 km/h nas estações do BRT.
  • Estudo do Centro de Operações Rio indica maior risco de acidentes com caminhões, sustentando a proibição contínua de sua circulação na faixa seletiva.
  • Autoridades mantêm diálogo aberto para futuras alterações, dependendo da avaliação dos impactos das mudanças.
conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado