Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

DM anuncia aquisição da carteira de clientes da Credz

Tharik Moura, CFO grupo de serviços financeiros DM.

O grupo de serviços financeiros DM (antiga DM Card) especializado em crédito para a população de baixa renda, anunciou neste sábado (20/04) a conclusão da negociação para a aquisição da carteira de clientes da Credz que posiciona a DM como líder nacional no mercado de cartões “private label”, com presença em mais de 13 mil pontos de venda em todo o Brasil. O valor total da transação não foi revelado.

Credz

Em 2003, a família Zogbi vendeu seu banco ao Bradesco por R$ 650 milhões e, em 2011, fundou a Credz, inicialmente como emissora e bandeira de cartões. Em 2018, após um acordo com a Visa, a empresa deixou de atuar como bandeira. Antes de enfrentar problemas, a empresa gerenciava quase 1,2 milhão de cartões ativos e processava um volume de pagamentos de R$ 8 bilhões. Mais recentemente, havia planos para transformar a Credz em uma financeira.

Estratégia com Aquisições

Além da aquisição da carteira Credz, a DM comprou em 2022 a financeira Finansinos e, em 2023, adquiriu uma participação de 49,99% na FortBrasil, ampliando ainda mais sua capacidade de oferecer crédito ao consumidor final. O investimento fazem parte de uma estratégia maior para consolidar a DM no setor financeiro nacional.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Denis Correia, CEO da DM, destacou que a aquisição é um marco importante na trajetória da empresa. “Estamos dando um passo importante para consolidar nossa liderança no segmento de private label e crédito pessoal,” afirmou Correia. Com a integração das operações da Credz, a DM espera movimentar cerca de R$ 16 bilhões por ano com seus cartões, marcando um aumento elevado em relação aos R$ 10 bilhões anteriores.

Olhando para o futuro, Correia revela planos ambiciosos para 2024, incluindo a emissão de novos instrumentos de captação que somam cerca de R$ 1 bilhão. “Estamos em um novo momento, dialogando com outros setores da economia, firmando parcerias sólidas e sendo reconhecidos pela robustez de nossa operação,” conclui o CEO.

Tharik Moura (foto), CFO da DM, atribui as rápidas movimentações da empresa a uma estratégia clara baseada em três pilares: tecnologia avançada, crédito alinhado ao público-alvo e uma equipe de excelência dedicada.

“Enquanto as outras companhias estavam pensando em valuation, a DM buscava rentabilidade, estudava o cenário e criava formas de garantir crédito por meio da implantação de novas tecnologias, capacitação dos colaboradores e reforço da imagem institucional da Companhia”, disse Moura.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado