Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Assaí Atacadista lucra R$ 93 milhões no 1º trimestre de 2024

Assaí Atacadista
(Imagem: divulgação/Assaí Atacadista)

No primeiro trimestre de 2024, a rede de supermercados Assaí (ASAI3) reportou um lucro líquido de R$ 93 milhões. É um aumento de 19,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. A cifra também superou as projeções do consenso LSEG, que estimava lucros na ordem de R$ 54,3 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado alcançou a marca de R$ 897 milhões no 1T24, ou seja, um crescimento de 37,6% em relação ao 1T23. No entanto, esse valor ficou abaixo das previsões do consenso LSEG, que esperava um montante de R$ 1,2 bilhão.

A margem Ebitda ajustada teve um aumento para 5,2% durante o primeiro trimestre de 2024. Portanto, é uma alta de 0,9 ponto percentual em comparação com o mesmo período do ano anterior. O desempenho reflete a resiliência do modelo de negócio da Assaí e a qualidade da expansão, evidenciando o potencial de rentabilidade das conversões.

conteúdo patrocinado

A receita líquida da empresa atingiu R$ 17,2 bilhões no 1T24. Um crescimento de 14,1% em comparação com o mesmo período de 2023, mas ficou abaixo das expectativas do consenso LSEG, que esperava R$ 17,4 bilhões.

No que diz respeito ao lucro bruto, a Assaí alcançou a cifra de R$ 2,795 bilhões no primeiro trimestre de 2024. Assim, é um aumento de 16,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. A margem bruta atingiu 16,2% no 1T24, representando um aumento de 0,4 ponto percentual em comparação com o 1T23.

Despesas

As despesas com vendas, gerais e administrativas totalizaram R$ 1,923 bilhão no 1T24, apresentando um crescimento de 9,3% em relação ao mesmo período de 2023.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 510 milhões no primeiro trimestre de 2024, refletindo um aumento de 19,2% em comparação com as perdas financeiras do mesmo período do ano anterior.

Em 31 de março de 2024, a dívida líquida da empresa atingiu R$ 11,177 bilhões. É um crescimento de 31,2% em relação ao mesmo período de 2023. O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, diminuiu para 3,75 vezes em março/23, representando uma queda de 0,94 ponto percentual em relação ao mesmo período de 2023.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado