Morar em andar baixo: Vantagens segundo especialista

(Foto: Quintin Gellar/Pexels)

A escolha de um apartamento é influenciada por uma variedade de elementos. Clientes geralmente consideram fatores como preço, orientação solar, número de quartos, tamanho e amenidades. Adicionalmente, a proximidade ao ambiente ao redor e a facilidade de integração com o espaço local também são aspectos importantes na tomada de decisão.

Francisco Nasser Hissa, um experiente arquiteto e sócio da Nasser Hissa Arquitetos Associados, uma firma de arquitetura e urbanismo sediada no Ceará com mais de meio século de história, enfatiza que o senso de pertencimento à comunidade tornou-se um critério significativo para muitas pessoas, especialmente após as experiências de isolamento durante a pandemia.

“Esse sentimento de pertencimento a um bairro ou comunidade está diretamente relacionado ao nosso envolvimento espacial com os espaços públicos como ruas, praças e afins. Este envolvimento é crescente à medida que os apartamentos se aproximam do nível dos passeios, pois a partir de certa altura, percepções audiovisuais, olfativas e táteis vão se perdendo. O ambiente pós pandemia acentuou em cada um de nós, por vezes de forma inconsciente, a necessidade dessa integração com o espaço público, através de suas várias manifestações, sejam elas de reconhecimento facial dos transeuntes, odores, movimentos ou vegetação presentes ao nível de passeio”, adianta. O profissional destaca ainda a integração para os andares mais baixos.

“Nos pavimentos abaixo do 7º ou 8º andar, esta integração se dá de forma espontânea, sem a necessidade de estar presente fisicamente ao nível do passeio, pois a esta distância, nossos sentidos captam de forma quase integral as manifestações capazes de despertar em nós, sensações que a todo momento nos tornam mais humanos. À medida que essa distância cresce, faz-se necessário proporcionar esse envolvimento com o espaço público, através da presença física, pois só assim, evitamos nos moradores, principalmente infantis, a alienação própria deste distanciamento, que dentre outras coisas, acarreta também a falta de zelo para com o ambiente natural”, conclui.

Wallace Soares, diretor da Mota Machado, ressalta as características únicas do Rooftop Canuto 1000, na capital cearense, incluindo a certificação Selo Edge, que atesta seu compromisso com a sustentabilidade e eficiência. Esta abordagem inovadora na construção de apartamentos de alto padrão reflete uma nova tendência no mercado imobiliário.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado