Mercado financeiro: Ibovespa fecha em alta nesta quinta (25)

mercado financeiro hoje
(Foto: David McBee/Pexels)

Nesta quinta-feira (25), no mercado financeiro, o Dólar Comercial registrou uma leve desvalorização de 0,19%, sendo negociado a R$ 4,922. O Euro também apresentou queda, com uma redução de 0,68%, cotado a R$ 5,333. Em contrapartida, o Dólar Turismo exibiu uma ligeira alta de 0,02%, comercializado a R$ 5,127. A Libra Esterlina sofreu uma diminuição de 0,23%, sendo negociada a R$ 6,255. O Peso Argentino, por sua vez, apresentou uma desvalorização de 0,31%, estando cotado a R$ 0,006. Por outro lado, o Bitcoin teve um aumento de 0,05%, alcançando o valor de R$ 196.980,016.

O Ibovespa encerrou a sessão com um aumento de 0,28%, atingindo 128.168 pontos, impulsionado principalmente pelas ações da Petrobras (PETR4) e de empresas focadas no mercado interno. Além disso, a divulgação de um crescimento de 3,3% no PIB dos EUA no quarto trimestre de 2023, superior aos 2% previstos por analistas, sinaliza uma economia norte-americana em expansão. A divulgação do dado também influenciou o mercado nesta quinta.

Confira a movimentação do mercado de ações:

+Altas

  1. Magazine Luiza (MGLU3.SA): +7,81%, R$ 2,07.
  2. Méliuz (CASH3.SA): +7,27%, R$ 7,97.
  3. Azul Linhas Aéreas (AZUL4.SA): +6,03%, R$ 14,07.
  4. Assaí Atacadista (ASAI3.SA): +4,87%, R$ 14,00.
  5. Petrobras (PETR3.SA): +4,64%, R$ 41,06.

+Baixas

  1. Yduqs Partners (YDUQ3.SA): -4,41%, R$ 19,52.
  2. Gol Linhas Aéreas (GOLL4.SA): -3,16%, R$ 6,44.
  3. Grupo Pão de Açúcar (PCAR3.SA): -2,61%, R$ 4,10.
  4. Vale (VALE3.SA): -2,2%, R$ 68,36.
  5. Hypera Pharma (HYPE3.SA): -1,92%, R$ 31,59.

Montadoras de automóveis investem R$ 10 bilhões no Brasil

Nesta quarta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu em Brasília representantes de duas grandes multinacionais do setor automobilístico, em um evento que trouxe importantes novidades para a indústria de automóveis e a economia do Brasil. A BYD recentemente adquiriu a planta industrial da Ford em Camaçari, na Bahia, e anunciou um investimento de R$ 3 bilhões nos próximos anos para expandir as operações no Brasil. Durante reunião com Lula, os executivos da General Motors anunciaram um plano de investimento que totaliza R$ 7 bilhões até o ano de 2028.

Robledo Castro assume VP de Tecnologia na Pague Menos

A rede Pague Menos e Extrafarma anunciaram recentemente a nomeação de Robledo Castro como vice-presidente da área de Tecnologia e Informação. Com quase três décadas de experiência em serviços e varejo, Castro traz um histórico robusto para a posição. Sua carreira inclui funções de CIO e CTO, além de passagens por empresas renomadas como CPFL, Grupo DPaschoal, RiHappy/PBKids e Grupo Pão de Açúcar.

Lucro da Tesla diminui 23% em 2023

A Tesla, liderada por Elon Musk, enfrentou um revés em 2023. Pela primeira vez desde 2017, a empresa registrou uma queda anual em seu lucro. Segundo o relatório de ganhos do quarto trimestre e do ano completo, apresentado na quarta-feira (24), a Tesla viu suas ações caírem em meio a margens decrescentes e expansão da produção. As informações são da Forbes.

Sistema tributário nacional é o mais injusto do mundo, diz Luiz Carlos Hauly

deputado federal Luiz Carlos Hauly (PODE-PR), em conversa com o Economic News Brasil, expressou sua preocupações sobre o Sistema tributário nacional. Segundo o parlamentar, é “o mais injusto e perverso do mundo”. Ele destacou que pessoas ganhando dois salários mínimos dedicam 197 dias para pagar impostos, enquanto quem ganha acima de 30 salários precisa de apenas 106 dias. Esta realidade expõe a carga tributária desequilibrada no Brasil, favorecendo os mais ricos em detrimento dos mais pobres e da classe média.

Tragédia de Mariana: indenização histórica e bilionária

No dia 5 de novembro de 2015, o Brasil testemunhou a maior tragédia ambiental da história, com o rompimento da Barragem do Fundão. A represa é de propriedade da empresa Samarco, controlada pela Vale e BHP. O desastre de Mariana, que resultou na morte de 19 pessoas e na contaminação do Rio Doce, chocou o país e teve um impacto devastador no meio ambiente e nas comunidades locais.

PIB dos EUA tem alta de 3,3% e perspectivas do BCE e Fed

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira (25/01) um crescimento de 3,3% no Produto Interno Bruto (PIB) para o quarto trimestre de 2023, superando as expectativas dos analistas. Além disso, este resultado positivo eleva a taxa anual de crescimento do PIB real dos EUA para 2,5% em 2023, marcando uma aceleração em comparação com o aumento de 1,9% observado em 2022. Consequentemente, este crescimento representa uma continuação da tendência de expansão observada ao longo do ano, com aumentos consistentes de 2,0% e 2,1% nos dois primeiros trimestres e um salto expressivo de 4,9% no terceiro trimestre.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado