EUA reavaliam sanções à Venezuela

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela (Foto: Wikicommons)
Nicolás Maduro, presidente da Venezuela (Foto: Wikicommons)

A política internacional volta-se para a Venezuela. Os Estados Unidos de América anunciaram uma revisão de sanções ao país sul-americano. Portanto, a decisão vem após, o Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela proibir a líder da oposição, Maria Corina Machado, de concorrer nas eleições presidenciais. As eleições estão planejadas para o segundo semestre de 2024.

O Departamento de Estado dos EUA fez o anúncio no sábado (27), destacando a importância do acontecimento no cenário político venezuelano. Maria Corina Machado, uma engenheira industrial de 56 anos e líder da oposição, teve a candidatura negada pelo tribunal, gerando preocupação e a necessidade de reavaliar a política de sanções.

Os Estados Unidos já haviam suavizado as sanções relacionadas ao petróleo venezuelano em outubro, após o governo do presidente Nicolás Maduro assinar um acordo com a oposição. O acordo previa o compromisso de Caracas em realizar eleições presidenciais que fossem livres e justas em 2024, ou seja, um passo importante na direção da estabilidade política.

De acordo com Matthew Miller, porta-voz do Departamento de Estado, que expressou profunda preocupação com a decisão do tribunal. Afirmou que ela vai contra os compromissos assumidos por Maduro em relação à escolha dos candidatos para as eleições presidenciais.

Entretanto, Maduro lançou alegações de conspiração na quinta-feira, colocando em risco o acordo com os opositores e aumentando a incerteza política na Venezuela.

A revisão da política de sanções pelos Estados Unidos indica uma mudança nas dinâmicas políticas na região. Além disso, ressalta a importância do processo eleitoral venezuelano para a estabilidade no país e nas relações internacionais. À medida que as eleições se aproximam, o mundo observa de perto os desdobramentos na Venezuela.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado