Pesquisar
Close this search box.

Crescimento da população de rua em São Paulo

Crescimento da população de rua em São Paulo
Imagem: Paulo Pinto/Agência Brasil

A capital paulista enfrenta um desafio relacionado ao aumento da população em situação de rua. Os dados são de uma recente pesquisa do Observatório Brasileiro de Políticas Públicas com a População em Situação de Rua, ligado ao Polo de Cidadania da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Entre dezembro de 2012 e dezembro de 2023, o número de pessoas nessa condição na cidade aumentou 16,8 vezes, passando de 3.842 para 64.818.

Uma das razões apontadas para a disparidade é a falha na atualização da base de dados pela prefeitura. Sendo assim, resultou em uma perda de aproximadamente R$ 7 milhões em repasses do governo federal. Os dados do observatório, baseados no Cadastro Único (CadÚnico), contrastam com as estimativas oficiais da gestão municipal, que apontam 31.884 pessoas em situação de rua, conforme o último censo divulgado em janeiro de 2022.

A pesquisa também destacou a falta de atualização do cadastro por parte da prefeitura, classificando-a com a pior taxa de atualização entre as capitais analisadas. O problema se reflete em todo o estado, com um crescimento ainda maior, passando de 5.257 em 2012 para 106.857 em 2023.

Prefeitura São Paulo

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) afirmou que a pesquisa do observatório se baseia em um cadastro autodeclaratório. Portanto, pode gerar distorções na análise. A Prefeitura de São Paulo destacou o extenso trabalho de campo realizado pelo município para elaborar o censo, envolvendo mais de 200 profissionais.

A SMADS ressaltou ainda a ampla rede socioassistencial da cidade, com mais de 25 mil vagas de acolhimento distribuídas em diversos serviços. Entre eles, o centro de Acolhida, hotéis sociais e Repúblicas para Adultos. Segundo a secretaria, em 2023, quase 10 mil pessoas que estavam em acolhimento conseguiram uma saída qualificada, alcançando a autonomia, seja através da moradia própria, do retorno ao convívio familiar ou de alojamentos ligados ao trabalho.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado