Pesquisar
Close this search box.

Confira: Austrália aprova primeira banana geneticamente modificada

A FSANZ aprova a banana QCAV-4, modificada geneticamente para resistir ao mal-do-panamá. (Foto: Giorgio Trovato/Unsplash)
A FSANZ aprova a banana QCAV-4, modificada geneticamente para resistir ao mal-do-panamá. (Foto: Giorgio Trovato/Unsplash)

A Food Standards Australia New Zealand (FSANZ) anunciou um marco na biotecnologia agrícola ao aprovar a primeira banana geneticamente modificada, denominada QCAV-4. Essa variedade, desenvolvida pela Universidade de Tecnologia de Queensland (QUT), promete resistir ao devastador mal-do-panamá (Fusarium oxysporum cubense – TR4), uma ameaça séria às plantações de banana globalmente.

O desafio do Mal-do-Panamá

O mal-do-panamá, um fungo que ataca as raízes das bananeiras e compromete a produção da variedade Cavendish, a mais consumida mundialmente, não possui tratamento efetivo até o momento. A disseminação dessa doença fúngica colocou em risco a indústria global da banana, avaliada em cerca de 20 bilhões de dólares, afetando regiões na Ásia, América do Sul e, recentemente, a Austrália.

Banana geneticamente modificada: solução através da biogenética

A QCAV-4 surge como uma resposta inovadora a essa ameaça. Incorporando um gene de resistência, RGA2, de uma espécie de banana selvagem, a QCAV-4 demonstrou alta resistência ao TR4 em testes de campo. Este avanço, liderado pelo professor James Dale e sua equipe, levou mais de duas décadas de pesquisa e desenvolvimento, marcando um significativo progresso na proteção contra a doença.

A decisão final em espera

Após a aprovação inicial pela FSANZ, o próximo passo requer a concordância dos ministros da alimentação da Austrália e da Nova Zelândia. Eles têm um prazo de 60 dias, a contar de 16 de Fevereiro, para revisar e, potencialmente, confirmar a permissão para que a QCAV-4 seja comercializada. Caso aprovada, esta decisão ajustará o código de normas alimentares para incluir a venda e utilização da banana geneticamente modificada.

Impacto e expectativas

A introdução da banana QCAV-4 representa não apenas uma vitória contra o mal-do-panamá mas também um avanço significativo para a indústria agrícola e a segurança alimentar global. A equipe da QUT e o professor Dale expressaram otimismo com a decisão da FSANZ, antecipando um resultado positivo que permitirá a implementação dessa solução biotecnológica inovadora.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado