Pesquisar
Close this search box.

Lançamento da Rede VERDES impulsiona energias renováveis no Ceará

(Fotos: José Sobrinho/Sistema FIEC)

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) recebeu o lançamento da Rede de Pesquisa e Inovação em Energias Renováveis do Ceará (Rede VERDES). Este movimento pioneiro no estado visa unir esforços multidisciplinares para promover a pesquisa aplicada e a transferência de tecnologia no campo das energias renováveis.

O evento, que aconteceu na quarta-feira (13/03), contou com a participação da Superintendente do Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará), Dana Nunes, do Diretor Regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará) e Superintendente do Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Paulo André Holanda, do Diretor de Inovação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Ceará (Funcap), Jorge Barbosa Soares, da Vice-Reitora da Universidade Federal do Ceará (UFC), Diana Cristina Silva de Azevedo, do Reitor da Universidade Estadual do Ceará (Funcap), Hildebrando dos Santos Soares, da Pró-Reitora de Pesquisa e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Joélia Marques de Carvalho, do Diretor Presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), Hugo Figueiredo, e do coordenador geral da Rede VERDES, Célio Loureiro Cavalcante Jr., que conduziu o evento.

No início do workshop, Dana Nunes, Superintendente do IEL Ceará e representante do Presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante, expressou seu contentamento por ver o IEL Ceará, um Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT), envolvido ativamente na formação desta Rede, crucial para o desenvolvimento estratégico do Ceará. Ela enfatizou o incentivo de Ricardo Cavalcante, líder da FIEC, à participação em projetos que fomentem a colaboração entre o meio acadêmico e o setor produtivo.

Colaboração Multidisciplinar

A Rede VERDES representa uma coalizão inédita entre aproximadamente 100 pesquisadores e 26 unidades de pesquisa de 14 instituições diferentes, focando inicialmente em 12 projetos. Estas iniciativas cobrem quatro áreas temáticas críticas: energias renováveis, transporte, combustíveis sintéticos e hidrogênio verde. Este esforço conjunto busca não apenas avançar na pesquisa fundamental, mas também estreitar laços com o setor industrial para aplicação prática das inovações desenvolvidas.

Apoio Institucional e Financiamento

Destaca-se o suporte da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Ceará (Funcap), que destinou um aporte inicial de R$ 16 milhões para os primeiros quatro anos de execução da Rede VERDES, com promessas de continuidade condicionadas a resultados satisfatórios. A Funcap, junto com a FIEC e outras instituições, demonstra um comprometimento robusto com o avanço tecnológico e a sustentabilidade energética.

Engajamento do Setor Produtivo

O Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) é um dos destaques do projeto, com planos ambiciosos para se tornar um hub de Hidrogênio Verde. Já estão em andamento negociações com empresas nacionais e internacionais, refletindo um potencial de investimento que alcança a casa dos US$ 8 bilhões até 2030. Essa iniciativa não apenas reforça o papel do Ceará como líder em energias renováveis, mas também sublinha a importância da inovação e da colaboração entre o setor público e privado.

Um Futuro Sustentável

Com o engajamento de diversas instituições e o suporte financeiro assegurado, o projeto promete ser um vetor de mudança significativa no panorama energético do estado, impulsionando não apenas o desenvolvimento tecnológico, mas também a transição para uma economia mais verde e sustentável.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado