Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Exportação de soja do Brasil atinge segundo maior volume mensal da história

(Foto: Reprodução)

A indústria agrícola brasileira alcançou mais um marco significativo em maio, com a exportação de soja atingindo um volume de 15,6 milhões de toneladas, o segundo maior registro mensal já registrado, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Impulsionada por uma safra recorde, a oleaginosa brasileira vem conquistando não apenas a demanda da China, mas também de outros países ao redor do mundo.

Surpreendentemente, até mesmo os Estados Unidos, segundo maior produtor e exportador de soja, têm buscado o produto nos portos brasileiros. Os preços competitivos, impulsionados pela abundante colheita no Brasil, estão atraindo compradores de diversas partes do globo.

conteúdo patrocinado

Além disso, o Brasil tem sido um importante fornecedor de soja para a Argentina, que enfrentou perdas significativas em sua safra devido à seca. Com uma indústria processadora robusta, o país vizinho está importando uma quantidade maior de soja para atender a demanda por farelo e óleo de soja.

Os números da estatal Conab revelam um crescimento de 23,3% na produção brasileira de soja neste ano, totalizando impressionantes 154,8 milhões de toneladas. Essa produção abundante viabilizou os grandes volumes de embarques.

Comparado ao mesmo período do ano passado, as exportações de soja do Brasil aumentaram em cerca de 5 milhões de toneladas, após atingirem volumes expressivos em abril, com 14,3 milhões de toneladas.

O volume mensal embarcado pelo país fica atrás apenas do recorde estabelecido em abril de 2021, quando foram exportadas 16,1 milhões de toneladas.

Além da forte demanda internacional e do aumento na produção, a falta de capacidade de armazenagem no Brasil também tem impulsionado os grandes embarques. Muitos produtores têm enfrentado dificuldades para armazenar seus produtos, o que os leva a realizar vendas em grande escala, aproveitando os melhores preços disponíveis.

As expectativas do mercado indicam que as exportações de soja neste ano devem ultrapassar a marca histórica de 90 milhões de toneladas.

Além do destaque da soja, outro produto que se destacou nas exportações agropecuárias brasileiras em maio foi o açúcar. As remessas do adoçante registraram um crescimento de quase 1 milhão de toneladas em comparação com o mesmo mês do ano passado, totalizando 2,47 milhões de toneladas. Este também foi o maior volume mensal exportado em 2023.

Com a expectativa de um aumento significativo na produção de açúcar este ano, é provável que as exportações do maior exportador mundial dessa commodity ganhem ritmo nos próximos meses, acompanhando o avanço da safra na região centro-sul do país.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado