Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Liquidez de negócios antecipados de soja aumenta no Brasil, enquanto preços enfraquecem

Colheita de soja. Foto: Wenderson Araujo/Trilux

A liquidez nas negociações antecipadas da próxima safra de soja no Brasil (2023/24) aumentou nos últimos dias, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). O órgão destacou que a paridade de exportação está próxima aos valores do mercado “spot”.

Considerando o porto de Paranaguá (PR) e o dólar futuro na B3, a paridade de exportação da soja para embarque em março de 2024 é calculada em R$ 133,80 por saca de 60 kg, o que se aproxima dos valores negociados no mercado nacional atual.

“Esse valor é sustentado pelo maior prêmio de exportação no próximo ano e pela maior taxa cambial futura negociada na B3”, acrescentou o Cepea.

Publicidade

Para a safra atual, a paridade de exportação indica preços ainda mais baixos, devido aos prêmios de exportação e à oferta elevada no Brasil, após uma colheita recorde neste ano.

No caso do milho da safra atual, as negociações estão ocorrendo de forma “pontual” no mercado brasileiro, e os preços estão enfraquecidos, de acordo com o Cepea.

Diante da expectativa de uma safra recorde, com a colheita da segunda safra já em andamento, os consumidores estão adquirindo apenas quando necessário, aguardando possíveis desvalorizações mais intensas do cereal.

O Cepea observou que, por outro lado, os vendedores estão cautelosos com os recentes patamares de preços, mas alguns estão mais flexíveis em relação aos valores e prazos de pagamento.

Em Campinas (SP), referência para o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, os preços da soja registraram uma queda de 2% entre 25 de maio e 1º de junho, chegando a R$ 53,9 por saca de 60 kg na quinta-feira (1º).

No mês de maio, o indicador acumulou uma queda de 18%.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado