Atraso de insumos afeta comércio agrícola no Brasil

(Foto: Mark Stebnicki/Pexels)

Atrasos na entrega de insumos estão afetando significativamente o planejamento e a efetivação das compras agrícolas no Brasil, reduzindo drasticamente a janela para negociação. Este cenário está forçando produtores a buscar soluções rápidas, como crédito imediato, para manter seus ciclos de manejo.

A janela para negociação de insumos, que normalmente duraria entre 90 a 100 dias, foi reduzida para cerca de 20 dias, um encurtamento de quase 80%. Esta redução está impactando principalmente os produtores do Centro-Oeste, Norte e Nordeste do Brasil. Segundo Rafael Pilla, CEO da Farmtech, essa situação ainda não é tão crítica na região Centro-Sul, mas tende a se igualar em breve.

A combinação de custos de produção mais baixos e quedas nas cotações da produção brasileira está levando os produtores a uma postura mais conservadora na compra de insumos. Como resultado, há um atraso nas entregas de sementes, fertilizantes e defensivos.

A necessidade de crédito rápido se tornou um fator crucial nesta nova dinâmica de comercialização. A Farmtech, especializada em crédito digital rural, vem atendendo a demanda por crédito descomplicado e ágil. Com mais de R$ 6,5 bilhões em crédito liberados só em 2022, a empresa destaca-se como facilitadora de operações de crédito no setor agrícola.

Este cenário desafia os produtores a adaptarem suas estratégias de manejo, como o uso de fertilizantes em cobertura, ao invés do método tradicional no plantio.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado