Pesquisar
Close this search box.

Demanda interna de óleo de soja aumenta e reduz exportações

óleo de soja aumenta
(Foto: Reprodução)

O cenário brasileiro para o óleo de soja em 2024 aponta para uma reviravolta provocada pelo aumento do consumo interno. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiove), a estimativa é de crescimento nas vendas internas de até um milhão de toneladas, e isso pode provocar uma retração notável nas exportações. Com a produção praticamente inalterada, a nova demanda interna, especialmente do setor de biodiesel, desenha um papel de mudanças significativas.

Com a decisão governamental de elevar a mistura de biodiesel ao diesel fóssil de 12% para 14%, espera-se que o consumo de óleo de soja salte de 8,6 para 9,6 milhões de toneladas. No entanto, os desafios impostos pelo clima, especialmente o fenômeno El Niño, preveem uma safra de soja reduzida, limitando a disponibilidade de matéria-prima para elevar substancialmente a produção de óleo.

Queda nas exportações

A Abiove projeta uma queda expressiva nas exportações, passando de 2,337 milhões de toneladas em 2023 para apenas 1,45 milhão neste ano. Enquanto os estoques se mantêm estáveis, um incremento modesto nas importações, de 21 mil para 50 mil toneladas, é esperado. Alternativas na produção de biodiesel, como o uso do sebo bovino, podem se destacar diante dessa conjuntura.

A diminuição dos preços internacionais do óleo de soja representa uma oportunidade para as vendas no mercado interno se tornarem mais vantajosas. Contrastando com a expectativa de queda na receita obtida com as exportações. A Abiove estima que a receita com as exportações caia de US$ 2,517 bilhões em 2023 para US$ 1,378 bilhão em 2024, refletindo uma depreciação nos preços da ordem de 12%.

O aumento do consumo interno de óleo de soja não só redefine as operações industriais mas também indica uma mudança nas dinâmicas comerciais externas. A adaptação a este cenário emergente se faz necessária para empresas e consumidores, priorizando o fortalecimento do mercado interno.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado