Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Vice-ministro da Rússia é preso por corrupção

Timur Ivanov (último à esquerda) em Dagestan. (Foto: Divulgação/Wikimedia Commons)
Timur Ivanov (último à esquerda) em Dagestan. (Foto: Divulgação/Wikimedia Commons)

Em uma medida drástica, os serviços de segurança russos detiveram Timur Ivanov, o vice-ministro da Defesa da Rússia, acusado de aceitar subornos volumosos. A prisão ocorreu na última terça (23), marcando um ponto de inflexão nos casos de corrupção do governo russo desde o início da intervenção militar na Ucrânia em fevereiro de 2022.

Detalhes da acusação

Ivanov, que ocupou o cargo desde 2016, foi apontado como responsável por várias áreas estratégicas dentro do Ministério da Defesa, incluindo a gestão imobiliária e de construção. Ele agora enfrenta a possibilidade de até 15 anos de prisão se for condenado pelos crimes de corrupção em grande escala.

“Há muitas interpretações diferentes sobre tudo isso agora… Vocês precisam se concentrar nas informações oficiais”, disse em coletiva o porta-voz Dmitry Peskov.

Corrupção na Rússia: implicações da prisão

A captura de Ivanov pelo Serviço Federal de Segurança (FSB) é digna de nota, considerando sua proximidade com o Ministro da Defesa Sergei Shoigu, um dos principais líderes militares da Rússia. A prisão levanta questões sobre lutas internas de poder e uma possível repressão mais ampla à corrupção dentro do estado russo, uma iniciativa que Vladimir Putin enfatizou recentemente.

conteúdo patrocinado

Contexto de corrupção e conflito

Os observadores notam que a corrupção tem sido um problema persistente nas forças armadas russas, com frequentes acusações de enriquecimento ilícito e má gestão. A prisão ocorre em um momento crítico, com a Rússia profundamente envolvida no conflito ucraniano, e reflete esforços para transmitir uma postura de tolerância zero à corrupção, como parte da campanha de imagem do Kremlin.

A detenção foi amplamente coberta pela mídia estatal russa, indicando o desejo do Kremlin de destacar este caso como um exemplo de seu compromisso em combater a corrupção. A televisão estatal transmitiu imagens de Ivanov em uma audiência judicial, onde ele apareceu visivelmente abalado.

Perspectiva legal

O caso contra Ivanov está sendo tratado pelo Tribunal Distrital de Basmanny em Moscou, que já ordenou sua detenção até 23 de junho para a continuidade das investigações. Se condenado, Ivanov enfrentará uma longa pena de prisão.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado